Comunidade portuguesa no Canadá é um exemplo de integração - embaixador

A comunidade portuguesa no Canadá é um exemplo de integração nos países de emigração portuguesa e é reconhecida pela sociedade local, disse hoje à agência Lusa o embaixador de Portugal em Otava.

"Tenho uma carreira relativamente longa. Já estive em muitos países de emigração portuguesa. Esta é talvez a comunidade que encontrei mais bem-sucedida, mais bem integrada, que se envolve tanto na sociedade canadiana", afirmou João da Câmara.

O diplomata falava este sábado à noite, em Brampton, durante a 37.ª Gala de Entrega dos Prémios de Excelência e de Bolsas de Estudo da Federação de Empresários e Profissionais Luso-Canadianos.

A comprovar a boa integração dos portugueses no Canadá, João da Câmara deu como exemplo o setor político, com vários deputados lusodescendentes, em termos federal, provincial e municipal, além do setor empresarial e em outras áreas profissionais.

"Não digo que seja inédito no mundo, mas sem dúvida o Canadá é um dos países onde a comunidade portuguesa está mais bem integrada e mais reconhecida", enalteceu.

Em funções no Canadá desde setembro de 2018, o embaixador reconheceu ainda que a sua missão de "tentar promover o seu país e de incrementar as relações bilaterais" está mais facilitada, porque "Portugal está muito bem representado pela sua comunidade".

Quanto a objetivos, o desenvolvimento das relações entre os países é uma das metas e no capítulo económico "ainda há muito a fazer".

"É nisso que me vou empenhar tendo sempre como dimensão inultrapassável que é a comunidade portuguesa no Canadá, que é a grande ponte entre os países. Vou tentar que continue a ser cada vez mais valorizada, porque quando mais for valorizada a ponte melhor vai ser a relação entre os dois extremos, entre Portugal e o Canadá", afirmou.

As relações comerciais entre Portugal e o Canadá ganharam uma maior dimensão devido ao Acordo Comercial Global entre o Canadá e a União Europeia (CETA, sigla em inglês), com as "exportações portugueses a aumentarem no último ano cerca de 15%", números "muito impressionantes".

O embaixador notou ainda que o turismo "é um mercado muito importante e que está em crescendo", com muitos canadianos a viajarem para Portugal "não só nas férias de ocasião, mas também durante um a dois meses de inverno no Canadá".

Esta foi a primeira vez que João da Câmara esteve em Toronto, num evento da comunidade portuguesa.

Além de 37 bolsas de estudos atribuídas a alunos lusodescendentes, foram atribuídos quatro prémios de reconhecimento.

Os galardoados de 2019 foram o fotógrafo de celebridades George Pimentel (Prémio de Excelência Profissional), o empresário e escultor José Melo (Prémio de Excelência Empresarial), o Procurador da Coroa Larry Vieira (Prémio Nova Geração) e a instituição de solidariedade social Centro Abrigo (Prémio Humanitário).

O governo canadiano calcula que existem mais de 480 mil portugueses e lusodescendentes no país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG