Comissão quer feira de inovação agroalimentar de Castelo Branco com dimensão nacional

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro (CCDRC) disse hoje que espera que a 1.ª edição da i9agri - Feira de Inovação Agroalimentar, a decorrer em Castelo Branco, se transforme numa feira nacional.

"Só quem não tem conhecimento do mundo, não valoriza o que aqui está. Só quem é mesquinho é que não o valoriza", afirmou Ana Abrunhosa, durante a inauguração oficial da primeira Feira de Inovação Agroalimentar de Portugal, que decorre em Castelo Branco até sábado.

A presidente da CCDRC mostrou-se "orgulhosa" pelo profissionalismo e qualidade da organização do certame que decorre no centro de exposições e eventos da Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB) e que está a cargo da Associação do Cluster Agroindustrial do Centro (Inovcluster) e Associação Centro de Apoio Tecnológico Agro-Alimentar (CAATA - CEI).

"A região tem pessoas que resistem. As empresas daqui são especiais, valorizam os seus recursos e criam valor. Esta feira é a prova disso. Temos tudo, incubadoras, empresas institutos politécnicos, universidades e o melhor, que são as pessoas", frisou.

Ana Abrunhosa deixou bem claro que a ambição passa por fazer deste certame uma tradição e adiantou que espera, daqui a um ano, estar em Castelo Branco a festejar, "não com uma feira da Beira Baixa, mas sim como uma feira nacional".

A presidente da CCDRC apresentou ainda a RIS3 do Centro (Estratégia de especialização Inteligente), obrigatória pela Comissão Europeia no âmbito da Política de Coesão para 2014-2020 e que constitui a identificação, em cada região, das áreas prioritárias para atribuição de fundos comunitários à investigação e inovação.

Durante este processo, que se iniciou em 2013 e decorreu até 2016, foram ainda realizadas reuniões que contaram com um total de 717 participantes da região Centro, sendo que os diversos agentes regionais validaram um conjunto de domínios diferenciadores temáticos nos quais a região se diferencia.

Estes domínios correspondem a áreas nas quais existe capacidade produtiva instalada e/ou capacidade de produção de conhecimento científico e tecnológico.

Neste âmbito, foi consensual considerar que a agroindústria, a floresta, o mar, as tecnologias de informação, comunicações e electrónica (TICE), os materiais, a saúde e o bem-estar, a biotecnologia e o turismo constituem domínios diferenciadores temáticos da região Centro.

Antes da inauguração propriamente dita da i9agri, o vereador do município de Castelo Branco e responsável pelo Centro de Empresas Inovadoras (CEI), João Nuno Carvalhinho, apresentou o concurso Agrinovar, uma iniciativa do CATTA - CEI e da Inovcluster, sendo que o propósito é promover a inovação no setor agroalimentar.

O objetivo passa pelo desenvolvimento de novos produtos com base nos produtos regionais de excelência, tendo em conta o grau de inovação ao nível do produto e dos processos, sendo que os produtos devem ser originais.

As inscrições podem ser feitas até ao dia 03 de outubro, no sitio da internet da i9agri, (www.i9agri.pt).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG