Bolsa de Lisboa encerra em baixa com descida de 8,11% dos CTT

A bolsa de Lisboa terminou a sessão de hoje com o índice PSI20 a descer 0,32% para 5.161,43 pontos e com um recuo de 8,11% dos CTT.

Das 18 cotadas que integram o PSI20, 12 desceram, quatro subiram e duas ficaram inalteradas. Os CTT recuaram para 2,88 euros, depois de terem apresentado os resultados de 2018 na quarta-feira.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), os CTT referiram que o seu lucro recuou 28% no ano passado em relação a 2017, ficando em 19,6 milhões de euros, um resultado "influenciado pelas indemnizações pagas por rescisão de contratos de trabalho por mútuo acordo".

No mesmo dia, os CTT contestaram a posição do regulador sobre um aumento do número de reclamações dos serviços postais e reiteraram que as queixas recuaram 7% em 2018.

Ainda nas descidas, a Altri recuou 1,37% para 7,20 euros, a EDP cedeu 1,16% para 3,23 euros e a Semapa caiu 1,14% para 15,58 euros.

Com desvalorizações abaixo de 1% ficaram a NOS (5,32 euros), a Mota-Engil (1,95 euros), a Navigator (4,40 euros) a Sonae SGPS (0,91 euros), a EDP Renováveis (8,13 euros), a Pharol (0,18 euros), a Sonae Capital (0,89 euros) e o BCP, que registou uma variação negativa de 0,09% para 0,23 euros, no dia em que divulgou, após o encerramento do mercado, que teve lucros de 301,1 milhões de euros em 2018, 61,5% acima dos resultados de 2017.

Nas subidas destacaram-se a Jerónimo Martins (1,54% para 12,84 euros) e a Galp (0,68% para 14,73 euros).

Com ganhos inferiores a 0,5% ficaram a Corticeira Amorim (9,52 euros) e a REN (2,59 euros).

As principais bolsas europeias encerraram divergentes. Londres recuou 0,85%, Paris ficou estável, Madrid subiu 0,11% e Frankfurt somou 0,19%.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG