Associação de agricultores projeta novo parque de leilões de gado em Évora

A Associação de Jovens Agricultores do Sul (AJASUL), com sede em Évora, vai iniciar no próximo ano a construção de um novo parque de leilões de gado na cidade alentejana, com apoio de fundos comunitários.

"Assinámos um contrato [de aluguer do espaço] a 30 anos com o Mercado Abastecedor da Região de Évora (MARÉ) e estamos a trabalhar com a universidade na elaboração do projeto", revelou hoje à agência Lusa o presidente da AJASUL, Diogo Vasconcelos.

O responsável referiu que o futuro parque de leilões de gado, "moderno" e de "última geração", vai ficar situado num lote de terreno do MARÉ, junto a uma das principais entradas da cidade, indicando que a sua localização foi acordada com a câmara municipal.

"Vai ser uma nave única, com parques para os animais e zonas de cargas e descargas, lavagem de carros e desinfeção e vai ter uma capacidade para entre 400 e 500 animais", adiantou o dirigente associativo.

O novo parque "vai estar preparado para fazer leilões, não só gado bovino, mas também ovino e suíno", frisou Diogo Vasconcelos, realçando que a nova infraestrutura vai "permitir licitações 'online'".

O presidente da AJASUL escusou-se a divulgar o investimento previsto, por o projeto ainda não estar concluído, e assinalou que a associação está a preparar uma candidatura a fundos comunitários para o seu financiamento.

Segundo o responsável, o início da construção do novo parque está prevista para a primavera de 2018 e a sua entrada em funcionamento para o início de 2019.

O atual parque de leilões de gado, localizado no Parque do Centro de Desenvolvimento Agropecuário de Évora (antigo IROMA), "já é antigo" e não oferece as condições ideais para a sua função, acrescentou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG