Amadora vence prémio por trabalho na redução de risco de catástrofes

O município da Amadora venceu o prémio Sasakawa, que distingue as cidades ou personalidades que se destaquem na redução do risco de desastres, um galardão atribuído pelas Nações Unidas e pela Nippon Foudation, foi hoje anunciado.

O prémio Sasakawa é atribuído de dois em dois anos pela Estratégia Internacional para a Redução de Desastres das Nações Unidas (UNISDR) e pela Nippon Foudation (Japão) e visa distinguir quem tenha "implementado ações de reconhecido mérito para melhoria da resiliência das comunidades".

Na edição deste ano (30.ª), que decorreu no México, houve 204 candidaturas, entre autarquias, personalidades e instituições e o município da Amadora (distrito de Lisboa) arrecadou o prémio na categoria de "Cidades e Municípios", anuncia a autarquia em comunicado.

"A Amadora pelo trabalho desenvolvido junto dos grupos mais vulneráveis a desastres venceu este prémio, que destacou o trabalho desenvolvido pela Academia Sénior, pela Proteção Civil da Amadora e Juventude da Cruz Vermelha Portuguesa, ao longo destes anos", refere a nota.

As candidaturas analisam o trabalho e o contributo para a redução do risco resultante de catástrofes provocadas por riscos naturais e tecnológicos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG