Madragoa vence Marchas Populares de Lisboa

Alto do Pina, que venceu a última edição (2019) ficou em terceiro lugar. Alcântara em segundo.

O bairro da Madragoa venceu a edição deste ano das Marchas Populares de Lisboa, anunciou hoje a Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), responsável pela organização da iniciativa.

Alcântara ficou em segundo lugar e em terceiro Alto da Pina (vencedor em 2019), numa edição que regressou após um interregno motivado pela pandemia de covid-19.

Outros 17 grupos competiram este ano: Mouraria, Castelo, Carnide, Bela Flor -- Campolide, Bairro Alto, Bairro da Boavista, Penha de França, Lumiar, Belém, Baixa, Campo de Ourique, Alfama, Ajuda, Marvila, Bica, São Vicente e Olivais.

A EGEAC deu conta em comunicado de outras distinções: Alto da Pina e Madragoa ganharam na categoria de Melhor Coreografia e o Bairro Alto a Melhor Cenografia.

O Melhor Figurino foi atribuído a Alfama e Madragoa, enquanto Penha de França e São Vicente foram premiados na categoria de Melhor Letra.

Alfama e Alto do Pina venceram na Melhor Musicalidade, enquanto a Melhor Composição Original foi atribuída a "Corte e Cose" da Penha de França.

O Melhor Desfile da Avenida foi para a marcha de Madragoa.

A Marcha Popular Vale do Açor, a convidada deste ano, abriu o desfile. Seguiu-se a Marcha Infantil das Escolas de Lisboa, em estreia na Avenida da Liberdade, e as três marchas extraconcurso: "A Voz do Operário", Mercados e Santa Casa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG