Exclusivo Freguesia de Alvalade convida os moradores a criar os seus próprios jardins urbanos

A iniciativa surgiu após um mal-entendido com um cidadão, que viu o seu canteiro destruído por funcionários da Junta. Após um movimento nas redes sociais, o executivo pediu desculpa e foi lançado um projeto inovador que passou a envolver a população.

Nuno Prates não mora na freguesia de Alvalade, em Lisboa, mas tem lá a sua oficina de jardinagem. E detestava olhar todos os dias para o mau estado do canteiro à entrada do prédio situado na rua General Pimenta de Castro, entre a Avenida dos Estados Unidos da América e o Bairro das Estacas. Apaixonado por plantas e especialista em jardins, nomeadamente na adaptação de plantas tropicais a Portugal, resolveu dar-lhe outro ar. Nuno revela ao DN que "dali nasceu um belo canteiro, cultivado de forma diferente do que é habitual para os padrões da Junta de Freguesia".

O pior estava para vir. Certo dia, estava Nuno Prates a trabalhar, quando ouviu barulho de máquinas à porta do seu atelier. "Eram jardineiros da Junta de Alvalade a destruir o canteiro. Alguns moradores não gostaram e foi iniciada uma campanha nas redes sociais. O movimento foi liderado por Leonardo Rodrigues, estudante de Comunicação Social, que eu nem conhecia", explica. As reivindicações não caíram em "saco roto", com o órgão executivo a reconhecer o erro e a pedir desculpa a Nuno. "Veio à minha oficina um alto funcionário da Junta pedir-me desculpa", recorda.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG