EMEL volta a cobrar estacionamento na via pública em Lisboa na segunda-feira

A fiscalização e a cobrança do estacionamento na via pública em Lisboa serão retomados na segunda-feira pela EMEL, mas os residentes com dístico continuarão a ter acesso gratuito aos parques da empresa até 30 de junho, foi anunciado esta quinta-feira.

Em comunicado, a Câmara de Lisboa apresenta um conjunto de medidas tomadas no seguimento do fim do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 e da definição pelo Governo de "um plano gradual de desconfinamento", entre as quais a retoma da atividade da EMEL - Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento, em termos de fiscalização e cobrança de estacionamento na via pública, que estava suspensas desde 16 de março.

De acordo com a autarquia, os veículos de residentes com dístico válido (e a todos a quem já tinha sido garantido acesso) poderão continuar a estacionar gratuitamente nos parques de estacionamento da EMEL até 30 de junho.

A autarquia decidiu igualmente manter a extensão automática de todos os dísticos atribuídos até junho de 2020, ou até junho de 2021 para os dísticos renovados a partir de 01 de março.

Além disso, até dezembro de 2020 irá manter-se a gratuitidade de estacionamento para as equipas de saúde das unidades do Serviço Nacional de Saúde "mais diretamente envolvidas no combate à pandemia".

Esta medida, indica a Câmara Municipal, será operacionalizada através da Administração Regional de Saúde e das administrações dos centros hospitalares e "concretizar-se-á em parques de estacionamento da EMEL, em parques concessionados" pelo município ou na via pública, "de acordo com a solução mais adequada".

Para processar com urgência pedidos de dísticos novos, para responder aos residentes que possam não ter solicitado o dístico até ao momento e que estejam interessados em fazê-lo, foi criado um processo interno na EMEL, estando o atendimento disponível no site da empresa municipal (no separador "Dísticos" e depois "Dísticos de Residentes").

O atendimento presencial voltará a estar disponível no dia 01 de junho, é ainda acrescentado.

Será também criado um "serviço de resposta aos profissionais de saúde para qualquer esclarecimento de que necessitem e adesão aos serviços de estacionamento, call center da EMEL", através do número 211 163 060.

A Câmara de Lisboa irá também manter as medidas de desinfeção das bicicletas do sistema partilhado GIRA, que continuará a ser grátis para os profissionais de saúde.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 263 mil mortos e infetou cerca de 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.105 pessoas das 26.715 confirmadas como infetadas, e há 2.258 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG