Vereador brasileiro morto a tiro na região metropolitana de São Paulo

Autoridades também não descartam uma possível motivação política por trás do ataque.

Um vereador na cidade brasileira de Itapevi, localizada na região metropolitana de São Paulo, foi morto a tiro na quarta-feira à noite, quando chegava a sua casa, disseram esta quinta-feira fontes oficiais.

Segundo a Polícia Civil, o autarca, Denis Lucas, foi abordado por um homem, ainda não identificado, ao chegar de um serviço religioso na noite de quarta-feira e morreu após levar pelo menos dois tiros na cabeça, em frente à garagem da sua casa.

As autoridades também não descartam uma possível motivação política por trás do ataque, até porque nada lhe foi roubado.

Lucas, de 47 anos, cumpria o seu segundo mandato na Câmara Municipal de Itapevi e também integrou duas importantes comissões permanentes, Finanças e Orçamentos e Fiscalização e Controlo.

"É com imenso pesar que confirmamos a morte do vereador Denis Lucas. Desejamos muita força para familiares e amigos", disse a equipa do vereador numa nota oficial partilhada nas suas redes sociais.

O presidente do Partido Republicano em São Paulo, Sérgio Fontenellas, lamentou a morte do vereador e elogiou a sua atuação na política nos últimos anos.

"Expresso meus sentimentos para toda a família e amigos de Denis, que vem desempenhando um papel importante na política do município", escreveu ele em em sua conta no Instagram.

Por sua vez, o prefeito de Itapevi, Igor Soares, afirmou que Lucas era um bom cidadão que "lutou pela defesa dos valores cristãos e familiares".

Ninguém ainda foi preso. A polícia acredita que apenas uma pessoa tenha participado no crime, mas apenas as investigações vão confirmar a suspeita.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG