Homem armado mata pelo menos oito pessoas num armazém da FedEx em Indianápolis

"Temos várias pessoas com ferimentos de bala", disse a porta-voz da polícia de Indianápolis. O atirador está entre as vítimas mortais.

Pelo menos nove pessoas morreram na sequência de um tiroteio na quinta-feira à noite num armazém postal na cidade norte-americana de Indianápolis, de acordo com as autoridades. O atirador está entre as vítimas mortais.

O incidente ocorreu pouco depois das 23:00 (03:00 de sexta-feira em Lisboa) num armazém da FedEx perto do aeroporto de Indianápolis onde trabalham 4500 pessoas.

"Temos várias pessoas com ferimentos de bala", disse aos jornalistas a porta-voz da polícia de Indianápolis, Genae Cook, acrescentando que várias foram transportadas para hospitais.

Afirmou mais tarde que quatro pessoas com ferimentos de bala tiveram de ser hospitalizadas, sendo que uma está em estado grave.

"Quando os polícias chegaram, tiveram contacto com um tiroteio ativo", afirmou Genae Cook. "Os agentes responderam, eles entraram no local e fizeram o seu trabalho. Muitos estão a tentar enfrentar isto, porque é uma visão que ninguém deveria ter de ver", disse Cook.

Genae Cook acrescentou que o atirador morreu. Segundo a agência de notícias AFP, as autoridades acreditam que o autor dos disparos terá cometido suicídio, não existindo "nenhuma ameaça ativa para a comunidade".

A FedEx, em comunicado, refere-se a um "trágico tiroteio" nas instalações da empresa, perto do do aeroporto internacional de Indianápolis. "A segurança é a nossa maior prioridade e os nossos pensamentos estão com todos aqueles que foram afetados", lê-se na nota.

A empresa refere ainda que está a tentar reunir mais informação e a colaborar com as autoridades.

"Eu vi um homem com uma metralhadora de algum tipo, uma pistola automática, e ele estava a disparar. Baixei-me imediatamente e assustei-me", disse Jeremiah Miller, um dos funcionários da FedEX à estação de televisão WISH-TV.

Dois funcionários da empresa, citados pela CNN, afirmam ter ouvido pelo menos 10 tiros.

Atualizado às 11:30

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG