Um milionário, uma sobrevivente de cancro, um engenheiro e um professor. A primeira tripulação civil em órbita

Nenhum dos tripulantes é astronauta, mas todos têm histórias de vida surpreendentes. Voo parte para o espaço na madrugada desta quinta-feira.

Quatro pessoas integram a primeira tripulação civil em órbita que tem viagem marcada para a madrugada desta quinta-feira. A bordo da nave espacial SpaceX, a missão 'Inspiration4' partirá do Kennedy Center da NASA na Flórida (EUA) para circular a Terra durante três dias. Não são astronautas profissionais, mas todos eles têm uma história extraordinária:

JARED ISAACMAN, 38 anos: Bilionário Fundador de uma empresa de comércio eletrónico

Esta missão só foi possível de se concretizar graças a ele, que segundo a revista 'Time', pagou aproximadamente 200 milhões de dólares pelos quatro assentos a bordo da cápsula Crew Dragon. Jared foi um dos criadores dos principais serviços de transação financeira dos EUA, a Shift4 Payments. Enquanto entusiasta do mundo da aviação fez viagens acrobáticas a bordo do esquadrão Black Diamond e foi co-fundador de uma força aérea privada de caças para treinamento militar chamada Draken International. ,

SIAN PROCTOR, 51 anos, professora à beira de ser astronauta

Esta professora de geociências no South Mountain Community College, em Phoenix (EUA), com doutoramento em educação científica, é apaixonada pelo espaço. Piloto licenciada da Patrulha Aérea Civil do Arizona, completou quatro projetos simulados de atividades espaciais, incluindo uma "missão marte" financiada pela NASA para estudar estratégias alimentares para voos espaciais de longa duração. Proctor foi finalista em 2009 no programa de indicados a astronautas da NASA. É a quarta mulher afro-americana a voar para o espaço.

HAYLEY ARCENEAUX, 29 anos, sobrevivente de cancro

Arceneaux é assistente médica no hospital St. Jude Children's Research Center, no Tennessee, o principal centro de cancro pediátrico onde já foi paciente. A mulher, que perdeu parte da coxa esquerda e do joelho devido a um cancro aos 10 anos, vai ser a a primeira pessoa com prótese a ir para o espaço. Pretende demonstrar aos seus jovens pacientes "como a vida pode ser depois do cancro". O hospital em que trabalha lida diariamente com crianças com leucemia e linfoma.

CHRIS SEMBROSKI, 42 anos, engenheiro e antigo soldado da Força-Aérea no Iraque

Sembroski, um engenheiro de dados da gigante aeroespacial Lockheed Martin, em Washington, passou parte dos seus tempos livres na juventude a lançar modelos de foguetes de alta potência e missões simuladas de vaivéns espaciais. Entrou para a Força Aérea dos EUA como técnico eletromecânico, e foi enviado para o Iraque. Deixou a Força Aérea em 2007.

Os quatro membros da tripulação representam os pilares da missão: liderança (Isaacman), esperança (Arceneaux), generosidade (Proctor) e prosperidade (Sembroski). A missão é completamente autónoma e ninguém terá que pilotar a nave.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG