Trump voltou aos comícios e atacou "políticos de Washington"

Ex-presidente voltou a afirmar que venceu as eleições de 2020 e acusou os democratas de quererem fazer dos EUA "um país comunista"

O discurso pouco ou nada mudou: num comício que reuniu milhares de seguidores no Arizona, Donald Trump voltou a repetir que venceu as presidenciais de 2020 nos EUA. "Ganhámos essas eleições. Não podemos deixá-los escapar impunes", exclamou na sua primeira intervenção pública depois de ter cancelado uma conferência de imprensa no dia 6, primeiro aniversário do ataque ao Capitólio que é acusado de ter incentivado.

O ex-presidente criticou ainda "os políticos em Washington" que querem "controlar" a vida dos cidadãos. "Estamos fartos de que os políticos em Washington controlem as nossas vidas. Estamos fartos dos seus desmandos", disse, em referência às regras aplicadas para controlar a pandemia de covid-19. E acrescentou: "Os democratas radicais querem transformar os Estados Unidos num país comunista."

Antes dele, outros oradores fizeram discursos semelhantes, chamando o presidente Joe Biden de "fraco" e "perturbado" e criticando os media.
Algumas pessoas compareceram ao comício em Florence, cidade rural a sudeste da capital do Arizona, Phoenix, dias antes do evento, vindas de lugares distantes como a Florida ou o Texas.

Entre a multidão era possível ver bandeiras de "Trump 2020" e "Trump 2024", na tentativa de estimular o magnata do imobiliário a voltar à disputar as presidenciais.

Trump ainda possui grande influência dentro do Partido Republicano e junto de muitos congressistas e senadores que procuram manter os cargos nas intercalares de novembro próximo e esperam beneficiar do seu provável apoio na campanha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG