Exclusivo Tratoraço. Bolsonaro também já tem o seu Mensalão

Esquema multimilionário de distribuição de verbas a deputados para influir nos destinos do Congresso Nacional, através de um orçamento secreto, vai ser investigado pelo Tribunal de Contas. E pode derivar em nova CPI ou impeachment

O governo de Jair Bolsonaro montou um "orçamento secreto" no final de 2020 para distribuir dinheiro por deputados e senadores de forma a ganhar apoio no Poder legislativo. O esquema, com verbas em torno de 3 mil milhões de reais [perto de 500 milhões de euros], incluiu a cedência de tratores e outros equipamentos agrícolas aos parlamentares por preços 259% acima dos valores de referência, razão pela qual o escândalo foi apelidado de Tratoraço.

O caso foi revelado numa série de reportagens do jornal O Estado de S. Paulo, que teve acesso a 101 pedidos de deputados ao Ministério do Desenvolvimento Regional, com indicação de como eles queriam receber os recursos em causa. Na altura, decorria a campanha para a eleição dos presidentes de Senado e Câmara dos Deputados, o que faz presumir que os pedidos seriam uma contrapartida ao voto nos candidatos preferidos do governo, Rodrigo Pacheco (Senado) e Arthur Lira (Câmara dos Deputados), que acabariam por ganhar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG