Tchizé dos Santos quer investigação sobre alegada tentativa de homicídio do pai

Filha de José Eduardo dos Santos apresentou queixa junto da polícia da Catalunha para investigar a alegada realização dos crimes de tentativa de homicídio, omissão do dever de assistência, ferimentos devidos a negligência grosseira e revelação de segredos por pessoas próximas.

A advogada que representa Tchizé dos Santos, filha do antigo Presidente de Angola, confirmou esta segunda-feira à Lusa que foi apresentada na polícia da Catalunha uma denúncia para investigar uma tentativa de homicídio de José Eduardo dos Santos.

"Tchizé dos Santos, filha do antigo Presidente de Angola Eduardo dos Santos, hospitalizado na Clínica Teknon em Barcelona em coma induzido, apresentou queixa junto dos Mossos d'esquadra [polícia da Catalunha] para investigar a alegada realização dos crimes de tentativa de homicídio, omissão do dever de assistência, ferimentos devidos a negligência grosseira e revelação de segredos por pessoas próximas", confirmou Carmen Varela, em declarações à Lusa.

A filha de José Eduardo dos Santos contratou os serviços dos escritórios Carmen Varela, Advogados de Família e Molins Defesa Penal para a representarem, argumentando que o antigo chefe de Estado de Angola não está a ter os cuidados que consideram ser adequados.

Num comunicado enviado à agência Lusa em nome da família, na sexta-feira, a família escreveu que "no dia 23 de junho de 2022, em Barcelona (Espanha), o engenheiro José Eduardo dos Santos sofreu uma paragem cardiorrespiratória" e, "após ter sido socorrido por uma equipa médica, foi encaminhado para um hospital naquela cidade, tendo sido internado na unidade de cuidados intensivos", explicam os filhos.

A equipa médica que "acompanha o engenheiro José Eduardo dos Santos continua a monitorizar o seu estado de saúde e as complicações neurológicas que resultaram da paragem cardiorrespiratória", tendo vindo "a realizar exames adicionais, sendo crítico e delicado o seu quadro clínico", refere a nota.

A "família continua a acompanhar, em permanência, toda a evolução do estado de saúde do engenheiro José Eduardo dos Santos, juntamente com a equipa médica" e agradece "todas as mensagens de carinho, apoio e as orações que tem recebido".

Contudo, "solicita que, neste momento tão difícil, seja respeitada a sua privacidade", lê-se no comunicado, que foi distribuído um dia depois de o ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, ter visitado a unidade de saúde, em Barcelona.

José Eduardo dos Santos, 79 anos, é pai de oito filhos com cinco mulheres e esteve à frente dos destinos de Angola durante 38 anos.

O antigo Presidente encontra-se nos cuidados intensivos, no Centro Médico Teknon, em Barcelona, Espanha, em coma induzido.

O ex-presidente tem problemas de saúde há vários anos e tem sido acompanhado em Barcelona desde 2006.

Eduardo dos Santos governou Angola entre 1979 e 2017, tendo sido um dos Presidentes a ocupar por mais tempo o poder no mundo e era regularmente acusado por organizações internacionais de corrupção e nepotismo.

Em 2017, renunciou a recandidatar-se e o atual Presidente, João Lourenço, sucedeu-lhe no cargo, tendo sido eleito também pelo Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), que governa no país desde a independência de Portugal, em 1975.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG