Suposto caçador morre pisado por elefantes na África do Sul

O cadáver de um homem "esmagado" foi encontrado no famoso Parque Kruger.

Um suposto caçador morreu no fim de semana ao ser pisado por uma manada de elefantes quando tentava fugir dos guardas juntamente com dois cúmplices no famoso Parque Kruger, na África do Sul, informou esta segunda-feira o Departamento de Parques (SanPark).

O cadáver de um homem "esmagado" foi encontrado no domingo, informou à AFP o porta-voz do SanPark, Isaac Phaahla.

No sábado, durante uma patrulha, os guardas do parque observaram alguns suspeitos e iniciaram uma perseguição.

"A pessoa morta e seus cúmplices fugiam dos guardas florestais quando encontraram uma manada de elefantes em época de reprodução", afirma aquele departamento em comunicado.

Durante a fuga, "eles deixaram cair um machado e uma mochila com mantimentos", acrescentou o SanPark. Phaahla suspeita que os indivíduos provavelmente estavam a caçar rinocerontes no parque natural protegido.

Os guardas conseguiram deter um dos três indivíduos. De acordo com informações, um terceiro suspeito, ainda procurado, foi ferido num olho. Também foi encontrado um rifle. A polícia iniciou uma investigação.

A África do Sul tem quase 80% da população mundial de rinocerontes e conseguiu diminuir o número de animais abatidos pelo sexto ano consecutivo.

Mas os caçadores, ante a grande procura de chifres de rinocerontes na Ásia, onde são utilizados pelas suas supostas virtudes na medicina tradicional ou como afrodisíacos, continuam em incursões mortais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG