Seis mortos em incêndio num lar de idosos em Espanha

A Guarda Civil encarregou-se da investigação das causas do incêndio, que foi considerado controlado às 01:20, horário local (00:20 em Lisboa).

Uma pessoa que estava hospitalizada na sequência de um incêndio que deflagrou num lar de idosos em Moncada, Valência (Espanha), morreu, elevando para seis o número de mortos no incidente, informaram esta quarta-feira os serviços de emergência locais.

De acordo com a agência de notícias espanhola EFE, o incêndio começou na noite de terça-feira num quarto do primeiro andar do lar de idosos e cinco pessoas morreram no local.

Quinze pessoas tiveram de ser hospitalizadas e um dos idosos acabou por morrer no hospital, declararam esta quarta-feira os serviços de emergência de Valência.

O aviso de incêndio no lar foi recebido nos serviços de emergência às 23:19 de terça-feira, horário local (22:19 em Lisboa), e nove equipas de bombeiros da província de Valência e dez ambulâncias do Ministério da Saúde foram deslocadas para o local.

Os bombeiros resgataram 25 moradores do interior das instalações, alguns dos quais necessitaram de assistência médica, enquanto a Guarda Civil, a Proteção Civil e a polícia, com a ajuda de funcionários do lar, retiraram um total de 71 pessoas do local, segundo fontes dos serviços de emergência.

A Guarda Civil encarregou-se da investigação das causas do incêndio, que foi considerado controlado às 01:20, horário local (00:20 em Lisboa).

Fontes da Guarda Civil indicaram que no momento do incêndio estavam 81 pessoas no interior das instalações e que três dos seus agentes tiveram de ser socorridos pelos serviços médicos e tratados num hospital por intoxicação devido à inalação de fumo.

As mesmas fontes precisaram que, até ao momento, as causas do incêndio são desconhecidas e sublinharam que "a rápida intervenção" da Guarda Civil, dos bombeiros, da polícia local de vários municípios e das equipas de saúde "conseguiu evitar um maior número de mortes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG