Exclusivo Republicanos tentam adiar, mas 'impeachment' de Trump avança

Nancy Pelosi vai entregar na segunda-feira os artigos da acusação no Senado. Mitch McConnell defendia que o processo de destituição devia arrancar só em meados de fevereiro

O tiro de partida para o julgamento de Donald Trump no Senado dos EUA é dado na próxima segunda-feira, com a entrega da acusação de impeachment por parte da líder da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi. As regras dizem que os senadores devem quase de imediato focar-se neste tema, mas um acordo poderá adiar os procedimentos. O líder republicano, Mitch McConnell, quer dar mais tempo à defesa de Trump para se preparar, enquanto o democrata Chuck Schumer poderá aproveitar para avançar no processo de confirmação da nova administração de Joe Biden.

"Falei com a speaker Pelosi, que me informou que o artigo será entregue ao Senado na segunda-feira", disse ontem Schumer durante uma intervenção nesta câmara. "Não se deixem enganar: haverá um julgamento no Senado dos EUA e um voto para condenar ou não o presidente", acrescentou, dizendo que "os senadores vão ter de decidir se acreditam que Donald John Trump incitou à insurreição contra os EUA".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG