Partido de Jair Bolsonaro pede anulação de parte dos votos nas eleições

"Nessas urnas infelizmente encontramos um número inválido", o que indica um "indício muito forte de mau funcionamento da urna" e "gera incerteza nos dados dessas urnas", indicou o responsável pela auditoria do relatório do Partido Liberal.

O partido do atual Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, pediu esta terça-feira às autoridades eleitorais a anulação de parte das urnas utilizadas nas presidenciais de 30 de outubro.

"Nessas urnas infelizmente encontramos um número inválido", o que indica um "indício muito forte de mau funcionamento da urna" e "gera incerteza nos dados dessas urnas", indicou o engenheiro Carlos Rocha, responsável pela auditoria do relatório do Partido Liberal (PL).

Numa declaração à comunicação social, sem direito a perguntas, em Brasília, o responsável disse ainda que no seu relatório "descobriu-se que existiram urnas que travaram e foram desligadas no mesmo período de votação e ligadas outra vez".

Tal representa, disse, "violação do sigilo do ato de votar".

Num ato contraditório, o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, ao lado dos auditores, disse que este relatório não representa a opinião do partido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG