ONU pede a Musk para fazer respeitar os direitos humanos no Twitter

"Peço-lhe que garanta que os direitos humanos serão centrais para a gestão do Twitter sob a sua liderança", escreveu Volker Turk.

O alto-comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Volker Turk, pediu hoje ao novo dono do Twitter, Elon Musk, que garanta que esses direitos serão respeitados na rede social. "Peço-lhe que garanta que os direitos humanos serão centrais para a gestão do Twitter sob a sua liderança", escreveu Turk, numa carta aberta hoje divulgada, onde expressou "apreensão sobre o espaço público digital e o papel que o Twitter ali representa".

"O respeito pelos nossos direitos humanos compartilhados deve atuar como salvaguardas para o uso e evolução da plataforma", explicou Turk, lembrando que "como todas as empresas, o Twitter deve entender os danos associados à sua plataforma e tomar medidas para remediá-los".

O alto-comissário lamentou a informação de que Elon Musk demitiu toda a equipa do Twitter dedicada aos direitos humanos, reconhecendo que isso "não é [...] um começo animador".

Turk, que divulgou a sua carta aberta exatamente no Twitter, onde tem cerca de 25 mil seguidores, lembrou seis princípios fundamentais a ser respeitados, incluindo a liberdade de expressão, a proteção da privacidade e a garantia da transparência.

Elon Musk, o homem mais rico do mundo, assumiu o controlo do Twitter na passada semana, depois de comprar a rede social por 44 mil milhões de euros, tendo dissolvido de imediato o conselho de administração, além de expulsar os principais quadros e demitir cerca de metade dos 7500 funcionários.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG