ONU descobre túnel sob uma das suas escolas em Gaza

"A Agência protestou energicamente ante as autoridades de Gaza, para expressar sua indignação", refere comunicado das Nações Unidas.

A ONU anunciou a descoberta de um túnel sob uma das suas escolas na Faixa de Gaza, enclave palestiniano governado pela organização islâmica Hamas, que tem uma ampla rede de galerias subterrâneas para escapar à vigilância das forças israelitas.

Recentemente, a agência da ONU para refugiados palestinianos (UNRWA, na sigla em inglês) identificou "uma cavidade subterrânea artificial" sob uma das suas escolas na Faixa de Gaza, informou um comunicado datado de terça-feira e divulgado nesta quinta-feira (1º).

"A Agência protestou energicamente ante as autoridades de Gaza, para expressar sua indignação com a presença de tal estrutura sob suas instalações", disse a UNRWA. O túnel, acrescentou, representa "uma violação de sua neutralidade e do Direito Internacional e coloca crianças e funcionários em perigo". A UNRWA disse que "lacrou" o túnel, após a descoberta.

"As chuvas (recentes) provavelmente abriram um buraco no solo, o que permitiu revelar a presença de um túnel terrorista perto de uma escola da UNRWA em Gaza", disse uma fonte militar israelita à AFP.

O movimento islâmico Hamas ainda não comentou esta informação.

Durante a guerra entre Hamas e Israel em maio de 2021, o Exército israelita multiplicou os ataques contra o que chama de "metro de Gaza", uma complexa rede de galerias subterrâneas que permite que os combatentes circulem sem serem vistos pelos drones israelitas.

Para contornar o bloqueio israelita contra Gaza, aplicado depois de o Hamas ter assumido o poder no enclave em 2007, os palestinianos multiplicaram os túneis sob a fronteira com o Egito, para trazer armas e munições.

Nos últimos anos, o Egito destruiu a maioria desses túneis.

Os israelitas, por sua vez, reforçaram o seu dispositivo ao redor de Gaza, acrescentando um muro de aço subterrâneo à barreira que cerca o enclave, para impedir a entrada, por túneis, no seu território.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG