Nova Zelândia identifica crianças encontradas mortas em malas

Os detetives continuam a investigar as mortes, que abalaram o país desde que os corpos foram recuperados há duas semanas.

As autoridades da Nova Zelândia confirmaram a identidade de duas crianças cujos restos mortais foram encontrados dentro de malas, mas os nomes não serão divulgados a pedido das famílias, informou a polícia na sexta-feira.

Os detetives continuam a investigar as mortes, que abalaram o país desde que os corpos foram recuperados há duas semanas.

A terrível descoberta aconteceu depois de uma família ter comprado itens, que incluiam as malas, num leilão de bens abandonados perto de Auckland, a maior cidade do país.

A polícia afirma que a família que comprou as malas não está ligada às mortes.

Acredita-se que as crianças estavam em idade escolar primária quando morreram, de acordo com a polícia.

Foi emitida uma ordem para que nenhuma evidência que possa revelar a identidade das crianças seja divulgada, disse o inspetor-detetive Tofilau Faamanuia Vaaelua.

Na segunda-feira, a polícia da capital da Coreia do Sul, Seul, disse à AFP que localizou uma mulher que se acredita estar relacionada com as crianças.

A mulher chegou à Coreia do Sul em 2018 e não tinha registo de ter deixado o país desde aquele ano, afirma a polícia de Seul.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG