Morreu Bernard Madoff, autor da maior fraude financeira da história

Bernard Madoff estava na prisão com uma pena de 150 anos e foi condenado por aquela que é considerada a maior fraude financeira da história, num esquema em pirâmide que ascendeu a mais de 60 mil milhões de dólares.

Bernie Madoff, o investidor que se declarou culpado de orquestrar o maior esquema Ponzi da história, morreu numa prisão federal nos Estados Unidos, garantiu à Associated Press (AP) fonte das autoridades.

Madoff morreu no Federal Medical Center em Butner, na Carolina do Norte, aparentemente de causas naturais. A AP indica que a sua fonte não foi autorizada a falar publicamente e deu a notícia à agência sob a condição de anonimato.

No ano passado, os advogados de Madoff deram entrada no tribunal com documentos judiciais para tentar libertar o investidor e consultor de 82 anos, em plena pandemia, indicando que ele sofria de doença renal em estágio terminal e de outros problemas médicos crónicos. O pedido foi negado.

Madoff admitiu enganar milhares de clientes em vários mil milhões de dólares de investimentos ao longo de décadas. Em tribunal, em 2008, pediu desculpa aos investidores, empregados e à mulher.

Um administrador nomeado pelo tribunal conseguiu recuperar mais de 13 mil milhões de dólares (10,86 mil milhões de euros) de cerca de 17,5 mil milhões (14,62 mil milhões em euros) que os investidores investiram nos negócios de Madoff. Na altura da sua prisão, extratos de conta falsos informavam aos clientes que eles tinham ativos no valor de 60 mil milhões de dólares.

Oriundo de uma família modesta de judeus do bairro nova-iorquino de Queens, Bernard Madoff fundou uma corretora quando ainda estava na universidade, no fim dos anos 50.

Representava uma nova geração de financeiros, mais modernos, que capitalizavam o desenvolvimento informático.

Depois de se ter tornado uma figura de Wall Street, oferecia, além dos serviços de corretagem (compra e venda de títulos por conta de clientes), um veículo de investimento que rapidamente se tornou um sucesso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG