Exclusivo Moro, Doria, Huck. Quem vai ser a terceira via no Brasil?

Ex-juiz sob maior desgaste da vida pública. Governador de São Paulo debaixo de pressão interna. Apresentador dividido entre substituir Faustão ou Bolsonaro. E ainda há Ciro, Mandetta ou Amoêdo a lutar por um espaço onde pode até nem caber ninguém

Há espaço? E, havendo, quem o ocupa? Estas são as duas perguntas que agitam o centro político do Brasil na sequência da quase certa candidatura de Lula da Silva à presidência da República, depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter anulado as condenações de que fora alvo na Operação Lava-Jato, e tendo em conta que Jair Bolsonaro também já está a postos para a corrida à reeleição. João Doria, Ciro Gomes, Luciano Huck, Sérgio Moro, Luiz Henrique Mandetta e outros estão condenados a entenderem-se para se assumirem como "a terceira via" e aspirarem chegar a uma segunda volta.

Duas sondagens recentes ajudam a balizar a questão. Na da CNN Brasil e do Instituto Real Time Big Data, realizada entre a decisão do juiz do STF Edson Fachin de devolver os direitos políticos de Lula e o discurso deste no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, Bolsonaro surge com 31% dos votos, dez pontos percentuais à frente do antigo presidente. Ou seja, ambos controlam, desde já, mais de metade do eleitorado. Ou seja, ambos disputariam a segunda volta se "terceira via" não se unir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG