Jovem de 17 anos foi resgatada depois de ter passado 22 dias no mar

Embarcação partiu da Mauritânia com 59 pessoas a bordo. 56 morreram na viagem.

Uma jovem de 17 anos foi resgatada ao largo das ilhas Canárias, depois de ter passado 22 dias à deriva no mar.

Aicha, que passou dez dias no hospital após o resgate, foi uma das três pessoas que sobreviveu de um total de 59 passageiros. A jovem, segundo o relato da própria, deixou a Costa do Marfim em novembro de 2020 em direção à Mauritânia, onde apanhou a pequena embarcação.

A história foi agora contada pela BBC, com Aisha a revelar que ao fim de dois dias de terem embarcado ficaram sem mantimentos e, outros dois dias depois, sem combustível, passando a navegar à deriva. 56 pessoas morreram no barco.

A embarcação e os três sobreviventes foram detetados e resgatados por um avião da Força Aérea de Espanha no final de abril.

Segundo a BBC esta é a maior tragédia conhecida envolvendo barcos de migrantes nas Ilhas Canárias

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG