"Há vacas na Lua?" A pergunta a que os turistas espaciais tiveram de responder

Foi o primeiro dia em órbita para os turistas espaciais norte-americanos a bordo da SpaceX. Os quatro civis fizeram, esta quinta-feira, pesquisas científicas e conversaram com crianças de um hospital especializado no tratamento de cancro infantil, pós o lançamento do Cabo Canaveral, na Flórida, no dia anterior.

As crianças do Hospital St. Jude puderam falar com a equipa da missão Inspiration4, "e fizeram a pergunta que todas fazem: "Há vacas na lua?'", partilhou o hospital no Twitter.


Inspiration4 é a primeira missão espacial composta apenas por civis. A tripulação "circulou a Terra 5,5 vezes, conduziu a primeira ronda de pesquisas científicas e comeu alguma coisa" antes de ir para a cama, revelou no Twitter a SpaceX, empresa fundada por Elon Musk.


Este último indicou em sua conta no Twitter que havia falado com a tripulação e que "está tudo bem".

Agora, os tripulantes terão acesso à imensa cúpula envidraçada instalada dentro da cápsula Dragon para terem uma visão de 360 graus do vazio espacial e que substitui o sistema normalmente destinado a atracar com a Estação Espacial Internacional (ISS).

O bilionário Jared Isaacman, a assistente médica Hayley Arceneaux, o engenheiro aeronáutico Chris Sembroski e a professora de geologia Sian Proctor orbitam a 590 quilômetros acima do nível do mar.

A Inspiration4, que orbita além da Estação Espacial Internacional (cerca de 400 km acima do nível do mar), é a primeira missão a ir tão longe no espaço desde a enviada para reparar o telescópio Hubble em 2009. O objetivo é arrecadar 200 milhões de dólares para o Hospital St. Jude e estudar os efeitos do espaço em astronautas amadores.

Com esta missão, um novo recorde é quebrado: há atualmente 14 humanos no espaço sideral. O recorde anterior era de 13 em 2009 na Estação Espacial Internacional.
Atualmente há sete pessoas na Estação Espacial Internacional e três astronautas chineses a bordo da espaçonave Shenzhou-12, que os levará para casa após 90 dias na estação espacial de Tiangong.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG