Polícia inglesa detém três suspeitos após explosão de veículo em Liverpool

Homens foram detidos ao abrigo da Lei do Terrorismo, por suspeitas de ligação à explosão da qual resultou um morto e um ferido

Três homens foram detidos no âmbito da investigação à explosão de um veículo, este domingo, junto a um hospital em Liverpool, no Reino Unido, que provocou a morte de um homem.

A agência France Presse, citando um 'tweet' da polícia, refere que os homens foram "detidos no bairro de Kensington de Liverpool e presos sob a Lei do Terrorismo".

De acordo com a polícia antiterrorismo, citada pela BBC, os detidos, com 21, 26 e 29 anos, são suspeitos de ligações com a explosão que provocou a morte do passageiro de um táxi.

O condutor da viatura ficou ferido e, segundo a BBC, está internado com situação estável.

Ainda de acordo com a BBC, citando fontes policiais, as autoridades continuam a "manter as opções em aberto acerca das causas da explosão".

Segundo o porta-voz da Polícia de Merseyside, a explosão ocorreu pouco depois das 11:00, na entrada do Liverpool Women's Hospital, naquela cidade inglesa, estando "por precaução" a investigação a ser conduzida pela Unidade Antiterrorista.

"Infelizmente, podemos confirmar que há uma vítima mortal e que outra, um homem, foi conduzido ao hospital para ser tratado a vários ferimentos que, por sorte, parecem não constituir ameaça de morte", acrescentou o porta-voz na declaração lida à comunicação social.

A mesma fonte afirmou "que o veículo implicado era um táxi que parou junto ao hospital pouco antes da explosão".

"Mantemos todas as opções em aberto em relação ao que poderá ter provocado a explosão, mas dada a forma como ocorreu, por precaução, é a unidade de polícia antiterrorista que lidera a investigação com o apoio da Polícia de Merseyside", indicou a fonte.

atualizado às 20.03

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG