Ex-vice-Presidente Walter Mondale morre aos 93 anos

A candidatura de Mondale para a Casa Branca, em 1984, contra Ronald Reagan, ficou marcada por uma derrota eleitoral sem precedentes, tendo o democrata vencido apenas no seu estado natal e no Distrito de Columbia.

O ex-vice-Presidente norte-americano Walter Mondale, morreu com 93 anos, um ícone liberal que perdeu as eleições presidenciais após dizer abertamente aos eleitores para esperarem um aumento de impostos se ganhasse.

A família de Mondale disse que o ex-governante morreu na segunda-feira em Minneapolis.

Mondale foi procurador-geral e senador no Minnesota. Seguiu as pisadas do seu mentor político, Hubert H. Humphrey, até à vice-presidência, servindo sob o comando de Jimmy Carter de 1977 a 1981.

A candidatura de Mondale para a Casa Branca, em 1984, contra Ronald Reagan, ficou marcada por uma derrota eleitoral sem precedentes, tendo o democrata vencido apenas no seu estado natal e no Distrito de Columbia.

Mondale escolheu então, pela primeira vez na história da política norte-americana, uma candidata a vice-Presidente, Geraldine Ferraro.

Apesar das derrotas presidenciais, o político manteve relevância no Partido Democrata. Durante a sua vida pública, Mondale também ocupou os cargos de senador, embaixador e procurador-geral do estado de Minnesota.

Numa nota divulgada nesta segunda-feira, o ex-presidente Carter lamentou a morte do colega, a quem chamou de "melhor vice-presidente na história de nosso país".

"[Walter] Fritz Mondale brindou a nós todos como um modelo de serviço público e de bom comportamento privado", elogiou Carter.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG