Dezasseis pessoas morrem queimadas em acidente de viação na África do Sul

16 pessoas ficaram presas dentro de um autocarro e foram queimadas vivas. O condutor do monovolume morreu de imediato.

Uma colisão frontal entre um veículo e um pequeno autocarro originou 17 mortos, dos quais 16 morreram queimados vivos dentro do autocarro, no distrito de Limpopo, no norte da África do Sul.

De acordo com as autoridades locais, o acidente aconteceu quando o veículo, um monovolume, bateu de frente num pequeno autocarro, fazendo com que se incendiasse com as pessoas presas lá dentro.

"O autocarro incendiou-se e os 16 ocupantes ficaram presos e foram queimados vivos, e o condutor do monovolume também morreu de imediato", disse o porta-voz do departamento regional de transportes, Mike Maringa, em declarações à agência francesa de notícias, a AFP.

No acidente, oito pessoas ficaram feridas e de acordo com as investigações preliminares, o condutor do monovolume perdeu o controlo do veículo quando um pneu explodiu e bateu de frente com o autocarro, com capacidade para 22 passageiros.

Os pequenos autocarros usados como táxis são um transporte público muito usados pelos africanos e muitas vezes viajam acima da capacidade; o estado dos veículos e a conduta dos condutores são muitas vezes culpados pela insegurança nas estradas da África do Sul, nota a AFP.

Apesar de ter uma das ligações rodoviárias mais desenvolvidas no continente, a África do Sul tem também uma das piores taxas de acidentes, e só no período do Natal, que corresponde às férias de verão no país, quase 1.500 pessoas morreram em acidentes de viação, segundo os números do Departamento de Transportes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG