Búlgaros reelegem sem surpresa o presidente Rumen Radev

O antigo piloto de 58 anos e ex-chefe das Forças Armadas, obteve entre 63 e 65% dos votos, derrotando Anastas Gerdjikov, que tinha o apoio do partido do antigo primeiro-ministro Boyko Borissov.

Os búlgaros reelegeram este domingo, sem surpresa, o atual presidente Rumen Radev, figura-chave no movimento anticorrupção no país, para um, segundo mandato, de acordo com as sondagens à boca das urnas.

Rumen Radev, um antigo piloto de 58 anos e ex-chefe das Forças Armadas, obteve entre 63 e 65% dos votos, de acordo com três institutos de sondagens.

O seu opositor Anastas Gerdjikov, que concorreu com o apoio do partido conservador GERB, do antigo primeiro-ministro Boyko Borissov, terá obtido 31 a 33% dos votos.

A eleição, a quarta este ano e no mesmo mês em que se realizaram as terceiras legislativas, ocorreu no meio de uma vaga sem precedentes da pandemia de covid-19.

Menos de 25% dos 6,9 milhões de habitantes da Bulgária estão totalmente vacinados, a mortalidade é uma das mais altas do mundo e os hospitais estão sobrecarregados.

Rumen Radev, um estreante quando ganhou em 2016, deu uma nova dimensão ao cargo de Presidente e estabeleceu-se ao longo dos anos como uma figura-chave no jogo político.

A sua reeleição é uma boa notícia para o jovem partido anticorrupção Vamos Continuar a Mudança, vencedor há uma semana das eleições legislativas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG