Bruxelas assume "grande preocupação" em relação aos incêndios em Portugal

O Mecanismo Europeu de Proteção Civil enviou dois aviões espanhóis para Portugal durante o fim de semana.

A Comissão Europeia manifestou hoje a disponibilidade para prestar "uma ajuda adicional", devido às altas temperaturas e ao risco de incêndio, se a situação no terreno assim o exigir. O porta-voz para a Proteção Civil, Balazs Ujvari afirma que elevado risco de incêndio está ser acompanhado "com grande preocupação" em Bruxelas.

"Portugal é uma situação que temos estado a acompanhar com grande preocupação, particularmente através do nosso centro de crise, aqui na comissão", afirmou o porta-voz na conferência de imprensa diária, assegurando que a Comissão Europeia está em "contacto estreito com as autoridades portugueses" e a prestar apoio "por duas vias" distintas.

"Por um lado, ativámos o sistema de satélites de emergência "Copernicus", que nos tem permitido ceder mapas às autoridades portuguesas, ajudando-os a avaliar a situação no terreno e a delinear a área afetada pelos incêndios florestais", afirmou, referindo que a outra opção já foi ativada no fim de semana, através do Mecanismo Europeu de Proteção Civil.

"Temos uma frota pré-identificada de aviões de combate aos fogos para este verão, que foram acionadas através do mecanismo", afirmou, lembrando que a partir dessa frota, já nos foi possível mobilizarmos desde Espanha, dois aviões de combate à chamas, que já chegaram ontem ao terreno, e que estão agora a contribuir para o alívio da situação no terreno".

Sem especificar que outro tipo de auxílios pode ser equacionado, o porta-voz afirma que Portugal continuará a contar com Bruxelas durante o período crítico de incêndios.

"Naturalmente mantemo-nos em contacto com as autoridades Portuguesas e assim que haja necessidade de uma ajuda adicional, não hesitaremos em fornecê-la tão depressa quanto pudermos", garantiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG