Brigada anti-bomba chamada a hospital devido a homem com munição da II Guerra presa no reto

Episódio insólito aconteceu no Gloucestershire Royal Hospital, em Gloucester, no Reino Unido

A equipa médica do hospital britânico agiu rapidamente depois de um homem ter chegado às urgências com uma munição da Segunda Guerra Mundial presa no reto.

As brigadas anti-bomba da polícia e do exército foram chamados, mas os médicos conseguiram retirar o objeto com segurança antes de eles chegarem, disse a polícia de Gloucestershire, no oeste de Inglaterra.

"A polícia compareceu ao Gloucestershire Royal Hospital na manhã de quarta-feira (1º de dezembro) depois de uma denúncia de que um paciente apresentava uma munição no reto", disse a polícia, em comunicado.

"O objeto foi removido antes da chegada da polícia. A equipa de descarte de material bélico explosivo foi contatada, compareceu e confirmou que não havia perigo público, pois a munição não foi ativada."

O tablóide Sun, que primeiro relatou o incidente, disse que o paciente não identificado disse aos médicos que "escorregou e caiu" no dispositivo. O homem estaria a limpar o seu arsenal particular de artefactos militares​​quando o acidente aconteceu.

O tablóide relaltou ainda que a munição foi posteriormente identificada como sendo da época da II Guerra Mundial e normalmente disparada por armas antitanque.

Uma fonte da defesa disse que o projétil de 57 mm - medindo 17 cm por 6 cm - era "um pedaço de chumbo pontiagudo e grosso projetado para rasgar a blindagem de um tanque".

"Era basicamente um pedaço de metal inerte, então não havia risco de vida - pelo menos para mais ninguém", disse a mesma fonte.

O paciente está a recuperar bem e deve ter alta em breve, segundo o jornal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG