Autoridades ucranianas reportam ataques em Zaporijia e três mortos em Donetsk

Dois mísseis atingiram um bloco de apartamentos em Zaporijia e outros alvos civis. As autoridades regionais de Donetsk também relataram vários ataques nas cidades de Bakhmut, Marinka e Shevchenko.

As autoridades ucranianas reportaram esta quinta-feira vários ataques aéreos nos arredores da cidade de Zaporijia, região onde está localizada a central nuclear ocupada por tropas russas, bem como a morte de três civis em Donetsk, no leste.

Dois mísseis atingiram um bloco de apartamentos naquela cidade e outros alvos civis, segundo fontes do município, citadas pelo portal Ukrinform.

A maior central nuclear da Europa está localizada na região de Zaporijia, sob controle das tropas russas desde março, situação repetidamente denunciada pela Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), cujos especialistas não têm acesso ao local.

As autoridades regionais de Donetsk, no leste, também relataram vários ataques nas cidades de Bakhmut, Marinka e Shevchenko, nos quais três civis foram mortos e outros cinco ficaram feridos.

As tropas ucranianas estão a tentar conter o avanço russo nesta região leste e também no sul.

O portal Ukrinform também relatou novos ataques de mísseis na região de Járkov, no noroeste.

A invasão russa -- justificada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, com a necessidade de "desnazificar" e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia - foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que está a responder com o envio de armamento para a Ucrânia e a imposição à Rússia de sanções que atingem praticamente todos os setores, da banca à energia e ao desporto.

A ONU contabiliza mais de 5.300 mortos civis, sublinhando que os números reais deverão ser muito superiores, mas que só serão conhecidos quando houver acesso a zonas ocupadas ou sob intensos combates.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG