Austrália. Homem acusado de raptar Cleo Smith declara-se culpado

Depois de desaparecer do acampamento onde estava com a família, na Austrália Ocidental, Cleo Smith foi encontrada 18 dias depois na casa de Terence Darrell Kelly, que acaba de assumir a responsabilidade pelo rapto. Julgamento está marcado para março.

Terence Darrell Kelly, de 36 anos, declarou-se, esta segunda-feira, culpado do rapto de Cleo Smith, a menina de quatro anos que esteve desaparecida durante 18 dias na Austrália Ocidental, avança a BBC sobre o caso que despertou a atenção mundial.

Tudo aconteceu em outubro quando a criança estava a acampar com a família e desapareceu da tenda onde dormia. Foi montada uma grande operação de busca que terminou quando a menina foi encontrada numa casa fechada na cidade costeira de Carnarvon, não muito longe de onde desapareceu. Tratava-se da habitação de Kelly, que viria a ser detido nas imediações do local.

Perante um juiz do tribunal de Carnarvon, o australiano surpreendeu, esta segunda-feira, ao declarar-se culpado pelo rapto de Cleo Smith. Irá permanecer em custódia até ao julgamento, que está marcado para março no Tribunal Distrital de Perth.

Os meios de comunicação australianos consideram a confissão de Kelly uma surpresa, uma vez que muitos esperavam que este fosse um longo processo judicial até que o culpado fosse condenado.

Terence Darrell Kelly está detido numa prisão de Perth desde 5 de novembro, dois dias depois de a polícia ter entrado na sua casa, que se encontrava fechada, e de ter encontrado Cleo Smith. O momento do resgate da menina foi depois divulgado pela polícia.

A criança estava com a família em Quobba Blowholes quando desapareceu entre 01:30 e 06:00 de 16 de outubro. Quando a mãe acordou de manhã já não a encontrou na tenda. Foi então desencadeada uma extensa operação de busca aérea, marítima e terrestre. Participaram na operação mais de 100 agentes da polícia, além de voluntários.

Chegou a ser oferecida uma recompensa no valor de um milhão de dólares (cerca de 860 mil euros) em troca de informações sobre o paradeiro da menina.

De acordo com a polícia, Kelly terá agido sozinho e não tem ligações com a família de Cleo Smith.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG