Arranca oficialmente a campanha eleitoral no Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera as sondagens com pouco mais de 40% das intenções de voto. Candidato à reeleição, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro está em segundo lugar, com apoio de mais de 30% dos eleitores.

A campanha para as eleições de 2 de outubro no Brasil arranca oficialmente esta terça-feira, data em que os candidatos passam a poder apelar ao voto e a fazer propaganda eleitoral, inclusive na internet.

Além do próximo presidente brasileiro, no escrutínio serão também eleitos governadores de estado e parlamentares regionais e federais.

Candidato à reeleição e em segundo lugar nas sondagens sobre a intenção de voto com apoio de mais de 30% dos eleitores, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, lançará a sua campanha na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, no mesmo local onde sofreu um atentado à faca em 2018, em que quase perdeu a vida.

Um vídeo com declarações de Bolsonaro divulgado pelo deputado estadual de Minas Gerais Bruno Engler informa que o presidente brasileiro estará em Juiz de Fora ao final da manhã. "Convido a todos a participar neste ato cívico" na "cidade onde eu renasci", declarou Jair Bolsonaro.

No tik tok, Jair Bolsonaro publicou um pequeno vídeo que marca o arranque oficial da campanha eleitoral.

@bolsonaromessiasjair #jair #bolsonaro #jairbolsonaro #presidente #brasil #deus #patria #familia # #piperoni #jeito #juntos #piparote #futuro #os #brasil ♬ som original - BolsonaroMessiasJair

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera as sondagens com pouco mais de 40% das intenções de voto, tinha previsto começar oficialmente a sua campanha à Presidência do Brasil numa visita a uma fábrica em São Bernardo do Campo mas, segundo nota do Partido dos Trabalhadores citada pelos 'media' locais, o evento foi cancelado por razões de segurança.

"Onde minha voz não puder ser ouvida, eu falarei pela voz de vocês. Vamos ocupar as ruas e redes. Somos uma ideia, e ninguém pode aprisionar uma ideia. Eles mataram muitas flores, mas não impedirão a primavera. Estamos vivos e fortes. Com amor venceremos o ódio", assinalou Lula da Silva na rede social Twitter.

Notícia atualizada às 09:25

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG