Ucrânia pede lançadores MLRS e armas pesadas para desbloquear Mar Negro

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, já havia manifestado a sua convicção na possibilidade de abertura dos portos pela via militar.

DN/Lusa
Camião carregado de milho junto dos silos de cereais no cais 80 do porto romeno de Constanta, na costa Oeste do Mar Negro.© DANIEL MIHAILESCU/AFP

O assessor da presidência ucraniana, Mijailo Podolyak, pediu este domingo lançadores MLRS (Multiple Launch Rocket System) e armas pesadas para desbloquear a situação no Mar Negro e permitir, assim, a exportação de alimentos.

Segundo a agência Efe, Mijailo Podolyak rejeitou hoje as negociações com a Rússia sobre comboios internacionais de abastecimento de alimentos no Mar Negro e garantiu que a Ucrânia, com vários lançadores de foguetes MLRS, é capaz de desbloquear os portos.

"Negociar com um país que fez centenas de milhões de reféns? Temos uma ideia melhor: o mundo deve concordar com a entrega à Ucrânia de sistemas MLRS e outras armas pesadas necessárias para desbloquear o Mar Negro. Faremos tudo nós mesmos", sublinhou.

Numa mensagem divulgada nas redes sociais e divulgada por agências ucranianas, Podolyak alude a uma publicação do 'The Economist', que prevê as consequências da guerra e fala da necessidade de o mundo acordar com a Rússia e a Ucrânia comboios internacionais de alimentos no Mar Negro para evitar uma crise alimentar no mundo.

Assim, "1.600 milhões de pessoas podem sofrer de desnutrição por falta de alimentos" e "centenas de milhões cairão abaixo da linha da pobreza devido ao aumento dos preços", afirmou.

Anteriormente, o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, já havia manifestado a sua convicção na possibilidade de abertura dos portos pela via militar.

"Hoje há 22 milhões de toneladas (de grãos) bloqueadas, que os russos estão constantemente a roubar e a colocar em algum lugar... Há que desbloquear essas vias, porque haverá uma crise no mundo. Existem várias maneiras de desbloquear. Uma delas é a via militar. Por isso, estamos a contactar os nossos parceiros com os pedidos de armas correspondentes", disse Mijailo Podolyak à agência Ukrinform.

Zelensky também pediu este sábado aos ministros da Defesa de mais de 40 países que participaram, na segunda-feira, na reunião virtual do "Ramstein 2" uma decisão positiva sobre o fornecimento de sistemas de lançamento de 'rockets' para a Ucrânia.

"Pedimos a todos os países que forneçam sistemas MLRS, graças aos quais a Ucrânia poderá tomar a iniciativa e libertar o seu território", afirmou Zelensky, na conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro português António Costa, em Kiev.

A Ukrinform lembra que a Rússia bloqueou cerca de 300 navios de carga no Mar Negro, que não podem exportar grãos e outros produtos da Ucrânia.

Moscovo está disposta a desbloquear os portos em troca do levantamento das sanções às exportações russas, diz a agência Unian.