Encontrado corpo de vítima do naufrágio na Flórida. 38 pessoas continuam desaparecidas

Um homem agarrado a embarcação foi resgatado na terça-feira e deu o alerta para o naufrágio. Suspeita-se de tráfico de pessoas. Buscas continuam.

As autoridades norte-americanas encontraram o corpo de uma das 39 pessoas desaparecidas há vários dias após uma embarcação que partiu das Bahamas, suspeita de ser usada para tráfico de pessoas, se ter virado na costa da Florida.

"Durante as buscas realizadas, encontramos um corpo que será transferido para a costa", disse em conferência de imprensa a capitã Jo Ann Burdian, comandante da Guarda Costeira na secção de Miami, acrescentando que as operações vão continuar. "Ainda estamos à procura de sobreviventes", disse.

O alerta para a Guarda Costeira foi dado na terça-feira após um homem, que estava agarrado ao barco a 72 quilómetros a leste de Fort Pierc, ter sido resgatado, divulgou a agência de segurança marítima através da rede social Twitter.

O homem resgatado revelou que estava num grupo com outras 39 pessoas, que partiram desde a ilha de Bimini, nas Bahamas, na noite de sábado.

A mesma fonte explicou que o barco se virou devido ao mau tempo e que nenhum dos ocupantes estava a utilizar coletes salva-vidas.

Segundo a Guarda Costeira, este é um caso suspeito de tráfico de pessoas, e as autoridades estão a realizar buscas por via aérea e marítima, numa área de aproximadamente 218 quilómetros que se estende de Bimini até Fort Pierce, abrangendo as águas do Haiti, República Dominicana, Cuba e Bahamas.

Uma frente fria causou mau tempo no sábado na região de Bimini.

Os migrantes há muito usam as ilhas das Bahamas como forma de chegar à Florida e aos Estados Unidos.

Normalmente procuram aproveitar a acalmia do tempo para fazer a travessia, mas as embarcações costumam estar perigosamente sobrecarregadas e propensas a virarem, sendo que ao longo dos anos se registaram milhares de mortes.

Na sua maioria, os migrantes são do Haiti e de Cuba, mas as autoridades das Bahamas apontaram que no início do mês também detiveram pessoas de outras partes do mundo, como da Colômbia ou Equador.

Na sexta-feira, a Guarda Costeira encontrou 88 haitianos numa embarcação sobrecarregada a oeste de Great Inagua, nas Bahamas.

Notícia atualizada às 17.44 horas

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG