15 detidos por abuso sexual e maus-tratos a pacientes de clínica psiquiátrica italiana

As vítimas são pacientes internadas na enfermaria psiquiátrica feminina de longa permanência e têm todas entre 40 e 60 anos.

Um total de 15 pessoas, entre enfermeiras e outros profissionais de saúde, foram detidas por abuso sexual e maus-tratos a pacientes na clínica psiquiátrica Don Uva em Foggia, na região de Puglia, em Sul da Itália.

As investigações, iniciadas no passado verão, após algumas denúncias, revelaram, graças ao uso de câmaras, os contínuos maus-tratos, espancamentos e até abusos sexuais sofridos por pacientes internadas no centro, informou agora a polícia militar italiana.

Os crimes imputados aos detidos, entre os quais enfermeiros e auxiliares, são maus tratos agravados, rapto e violência sexual contra pelo menos 25 doentes.

As vítimas são pacientes internadas na enfermaria psiquiátrica feminina de longa permanência e têm todas entre 40 e 60 anos.

Além de buscas nas residências dos detidos, a clínica também foi revistada, mas até o momento os responsáveis pelo centro não foram investigados.

As investigações começaram em junho de 2022, sob a suspeita de que um profissional tivesse tido relações sexuais com duas pacientes, e após a colocação das câmaras descobriu-se que as pacientes sofriam humilhações diárias, insultos e espancamentos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG