Famílias separadas pela guerra da Coreia reencontram-se

A primeira reunião em três anos de famílias divididas das duas Coreias começou hoje no monte norte-coreano Kumgang, com o reencontro de centenas de familiares da Coreia do Norte e Coreia do Sul após décadas de separação.

Acompanhados por familiares próximos, os 82 idosos sul-coreanos eleitos para integrar o primeiro dia de reuniões encontraram-se, como previsto, às 15:00 (06:00 em Lisboa) com os seus familiares do Norte", confirmou à agência Efe uma porta-voz do Ministério da Unificação de Seul. As famílias permanecem duas horas na sala de convenções do resort de Kumgang onde tem lugar a primeira reunião coletiva e, depois, participam num jantar organizado pela Coreia do Norte.

Sexta-feira as famílias começam a ter encontros em salas particulares, concedendo maior privacidade ao diálogo que termina sábado. Depois acontece uma segunda ronda de encontros, com 88 candidatos norte-coreanos a estabelecerem contacto com 360 familiares que vivem na Coreia do Sul depois de mais de seis décadas de separação. O encontro iniciado hoje é o 19.º entre famílias separadas com a guerra na península coreana, entre 1950 e 1953.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG