Universidade não aceita candidatura de Breivik

O extremista, que cumpre pelo menos 21 anos de prisão por 77 homicídios, queria estudar ciências políticas na Universidade de Oslo. Mas esta rejeitou a candidatura por falta de qualificações.

"A conclusão é que ele não é suficientemente qualificado para iniciar um curso de ciências políticas", afirmou à AFP o reitor da universidade, Ole Petter Ottersen.

Anders Behring Breivik, de 34 anos, interrompeu os estudos antes de terminar o ensino secundário. Contudo, segundo o seu advogado, reiniciou os estudos na prisão. "Ele estudou matemática neste verão e deverá certamente estudar outras matérias para chegar ao nível pedido", afirmou Hein Baera à agência francesa.

A candidatura de Breivik, que a 22 de julho de 2011 matou 77 pessoas no atentado à bomba em Oslo e no tiroteio na ilha de Utoya, tinha causado desconforto entre os professores da Universidade, que não queriam ter de lidar com o assassino. Breivik foi condenado a 21 anos de prisão, a pena máxima na Noruega, mas a pena poderá ser depois aumentada, caso seja considerado um perigo para a sociedade.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG