Breivik quer estudar ciências políticas na prisão

O norueguês que cumpre no mínimo 21 anos de prisão pela morte de 77 pessoas no atentado de Oslo e no tiroteio na ilha de Utoya, em 2011, quer estudar na Universidade de Oslo.

"É verdade que recebemos a sua candidatura", afirmou o reitor do Instituto de Ciências Políticas da universidade, Ole Petter Ottersen, confirmando as informações divulgadas pela estação de televisão TV2 Nyhetkanalen. "Não sabemos se a candidatura será aceite", acrescentou.

Anders Behring Breivik, de 34 anos, não chegou a acabar a escola secundária, tendo interrompido os estudos para se dedicar aos negóicos. Poderá estudar por correspondência e fazer algumas cadeiras do curso, mas não poderá ter um diploma, já que não acabou o secundário.

Cumpre atualmente uma pena de prisão de 21 anos, que poderá ser prolongada. A 22 de julho de 2011, matou 77 pessoas, na sua maioria adolescentes, fazendo explodir um carro armadilhado perto da sede do Governo, em Oslo, antes de abrir fogo num acampamento de jovens da juventude trabalhista, na ilha de Utoya. Desde a prisão, já exprimiu a sua vontade de continuar o seu combate ideológico contra uma sociedade multicultural.

Segundo a estação de televisão, a candidatura não foi bem recebida pelos docentes, que recusam qualquer contacto com o autor do ataque. O seu advogado não quis comentar o caso.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG