Assistentes de bordo não podem usar maquilhagem forte

A Turkish Airlines proibiu a suas assistentes de bordo de pintarem os lábios de vermelho e usarem verniz nas unhas. Uma medida que está a preocupar os turcos laicos por recearem que o país se torne mais islâmico.

Segundo o site do jornal espanhol El Mundo, a companhia turca, a quarta maior da Europa, adiantou que o objetivo desta medida é a de que a sua equipa passe "uma imagem cândida através do uso de maquilhagem em tons pastel", alegando que um look natural contribui para estabelecer uma melhor comunicação com os passageiros.

Em comunicado, a Turkish Airlines informou que: "Os uniformes da nossa tripulação não incluem cores berrantes como o vermelho ou o rosa escuro. Na mesma linha, consideramos que o uso de bâton e verniz de cores fortes afeta a integridade visual" da companhia.

Este documento inclui várias outras medidas restritivas acerca do comportamento que os seus funcionários devem ter. Medidas essas que, para os críticos são um reflexo da influência dos valores religiosos conservadores do Governo.

"Este novo padrão corresponde aos desejos dos empresários que gerem a Turkish Airlines, que querem adaptar a imagem da companhia às suas orientações políticas e ideológicas." Esta é a opinião de Hava-Is, o presidente do sindicato dos trabalhadores das linhas aéreas Atilay Aycin, que susptenta: "Ninguém pode negar que a Turquia se tornou num país mais conservador e religioso."

Recorde-se que 99% da população turca é muçulmana, no entanto estamos perante um país candidato à adesão à União Europeia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG