Massacre em escola de Connecticut provoca 27 mortos

(ATUALIZADA às 23:30 - COM VÍDEO) O atirador que abriu fogo numa escola primária em Newtown, no Connecticut, fez 27 mortos, incluindo a sua própria mãe e 20 crianças. Em seguida, suicidou-se.

Ao todo, foram 27 as vítimas mortais de Andy Lanza, incluindo 20 crianças, na escola primária de Sandy Hook, no Connecticut.

A maior parte das mortes tiveram lugar na sala do jardim de infância, já que, de acordo com o New York Times, o atirador terá inicialmente morto a mãe, professora das crianças, para depois começar a disparar sobre alunos do infantário e pessoal escolar. O homem suicidou-se de seguida, ainda dentro da escola.

Inicialmente, a policia identificou o suspeito como Ryan Lanza, irmão do atirador, que desmentiu ser ele o homicida numa declaração no seu Facebook (ler notícia relacionada).

Antes, o atirador terá ainda morto a tiro outro familiar em sua casa, presumivelmente o seu pai, segundo as autoridades.

Um segundo individuo foi detido pela polícia por possível envolvimento no tiroteio. No entanto, esta informação não se veio a confirmar.

Ainda de acordo com a NBC, duas armas foram descobertas no cenário do tiroteio. A NBC Connecticut noticiou também que o hospital de Danbury, perto do local, recebeu pelo menos três pacientes que vieram da escola primária. As imagens televisivas mostram polícia e ambulâncias no cenário, e pais desesperados por notícias sobre os filhos.

A ABC News disponibilizou no YouTube um vídeo dos acontecimentos

Para além da Sandy Hook Elementary School, todas as escolas da região foram fechadas depois do tiroteio, informou a administração distrital.

A escola, com 600 alunos, alberga crianças desde o infantário até ao quarto ano e é uma das quatro no distrito.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG