Crítica de restaurante: Bon Bon, Carvoeiro (Lagoa)

Há poucos cozinheiros assim, que nada desperdiçam dos lugares e experiências por que passam, antes recombinam dentro de si à maneira do magma, tornando-se mais matizados e fortes. Louis - vocativo americano de Luís - foi nascer aos EUA, e por determinação familiar cresceu em estatura e graça junto a seus pais perto de Minde. Aos 15 anos, Louis Anjos era já um rapaz adulto quando lhe subiu a moção de aprender cozinha e pastelaria, ingressando na escola de hotelaria de Fátima. Depois, rumou a sul, para experiências nalgumas das grandes cozinhas algarvias, posto temporário na Batalha, terra próxima das […]

Para saber mais clique aqui: www.evasoes.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG