Aprenda a fazer carré de borrego com cuscuz e gelado de hortelã

Historicamente ligada à Páscoa, a cria jovem de ovino pontifica no Alentejo através de diversas preparações. A segunda-feira seguinte ao Domingo de Páscoa é dia de comer o ensopado ou cozido no tarro, em família e no campo. Celebração bem mediterrânea, partilhada com os rebentos e as primícias que grassam e vestem os campos de cores e aromas primaveris. António Nobre é observador muito atento de tudo o que se passa no campo e na criação e é provavelmente o intérprete mais erudito dos sabores e saberes alentejanos de sempre. O carré, constituído pelo bloco das primeiras costelas do borrego, […]

Para saber mais clique aqui: www.evasoes.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG