Pequenos grandes perigos

É às grandes áreas da casa - geralmente as mais movimentadas, como a sala de estar, a cozinha e casas-de-banho - que tendemos a dar mais atenção na altura de limpar. Mas se estas divisões requerem cuidados especiais, existem também alguns "pontos quentes", muitas vezes esquecidos, que podem esconder os maiores perigos de contaminação.

Longe da vista, longe do coração? No que toca aos focos de contaminação em nossas casas, o ditado dificilmente poderia estar mais longe da verdade. De facto, é nos pequenos elementos, a que raramente prestamos atenção, que se encontram algumas das maiores fontes de microrganismos causadores de infeção.

É o caso dos interruptores, por onde as mãos passam constantemente. Afinal, quantas vezes entrou em casa e a primeira coisa que fez, ainda antes de lavar as mãos, foi acender a luz do hall de entrada? Seguem-se as mãos nos sapatos, para tirar o calçado, e a entrada na casa-de-banho, onde novamente se carrega no interruptor para aceder mais uma luz antes de, finalmente, se conseguir lavar as mãos - seguindo-se o momento em que apagamos a luz no mesmo interruptor onde carregámos instantes antes, com as mãos ainda por lavar. Multipliquem-se estes gestos por todos os habitantes e visitas da casa e é fácil perceber porque é que os interruptores são potenciais grandes focos de contaminação. E não estão sozinhos: maçanetas, corrimãos e fechos de janelas, tal como torneiras de cozinha e casa-de-banho e os comandos de televisão são outros dos elementos com os quais as nossas mãos - principal via de transmissão de bactérias - estão em permanente interação.

Mais expostos ainda estão dispositivos eletrónicos portáteis, como telemóveis e tablets, que usamos frequentemente na rua, onde é mais difícil assegurar a correta higiene das nossas mãos, tocando-lhes vezes sem conta ao longo do dia. E se esta ideia não é suficiente para o fazer desinfetar os seus dispositivos, vale a pena lembrar que um estudo da Universidade de Barcelona, publicado em 2015, concluiu que um telemóvel pode ter até 30 vezes mais bactérias que aquelas que se encontram num tampo de sanita. Bactérias que viajam para as mãos, que viajam para as superfícies das nossas casas e que se vão espalhando à medida que vamos interagindo nas diferentes divisões.

Mais que apenas limpar, é fundamental garantir a desinfeção regular destas superfícies, recorrendo a produtos como o Limpador Desinfetante Multiusos Sanytol que não só limpa, removendo a sujidade, como permite também eliminar bactérias, fungos e vírus prejudiciais à saúde. Sem lixívia e dermatologicamente testado, para garantir a maior segurança na utilização e assegurar que os mais pequenos elementos da nossa casa não se tornam grandes preocupações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG