"Promover a Saúde, Prevenir a Doença: O Poder do Conhecimento"

Organizado em todos os países onde ambas as farmacêuticas estão presentes, a iniciativa portuguesa acontece esta sexta-feira a partir das 9 horas.

A 10ª edição do encontro anual com representantes de associações de pessoas com doença vai decorrer em formato híbrido e presencialmente no auditório GSK, em Algés. Será uma oportunidade para diversos especialistas transmitirem aos representantes dos doentes as informações mais relevantes no setor, mas servirá também de espaço de debate e reflexão focado este ano na promoção da saúde através das estratégias de vacinação e adoção de hábitos mais saudáveis.

Guilherme Ferreira, diretor de Acesso ao Mercado e Relações Externas da GSK, diz tratar-se de um contributo para a literacia em saúde numa sociedade envelhecida e com grande preponderância de doenças incapacitantes como existe em Portugal.
"Cidadãos melhor informados são capazes de tomar decisões mais acertadas sobre a própria saúde, mas também contribuem mais para as diferentes fórmulas de sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde. Preocupamo-nos com a capacitação dos doentes e de quem os representa".

Para o representante da GSK, a estratégia de promoção da saúde e da prevenção primária tem de ser uma prioridade alargada e dá exemplo com os recentes resultados do relatório de avaliação de desempenho e impacto do sistema de saúde. "Apesar de Portugal ter investido mais nos últimos anos em cuidados de saúde, ainda continuamos na cauda da Europa. O investimento em cuidados preventivos subiu de 2,7% para 3,3%, mas o crescimento é ainda bastante inferior ao da média europeia. Somos entre 26 países o 23º com menos investimento". Guilherme Ferreira aponta ainda o caso de um outro dado comparativo, a esperança média de vida que em Portugal é mais elevada aos 65 anos, mas pela negativa afirma que os anos de vida saudável que os portugueses têm pela frente nessa idade são inferiores à média e que são anos vividos com menor qualidade de vida. "Esta situação remete-nos para a oitava posição entre os países que têm pior qualidade de vida".

No encontro com as associações de doentes, promovido pela GSK e ViiV, o médico de Medicina Geral e Familiar Rui Costa será um dos oradores focando a intervenção na qualidade de vida e proteção dos doentes crónicos. Para este especialista é imperativo alargar o Plano Nacional de Vacinação a novas armas que já provaram serem mais eficazes para ajudar idosos e doentes crónicos a prevenir e controlar infeções. "A vacinação nos dias de hoje é a principal estratégia para combater e prevenir o aparecimento de doenças infeciosas que os vão fragilizar ao nível do sistema imunitário e podem causar a descompensação das suas doenças de base tornando-os mais vulneráveis ao todo o tipo de riscos e tendo maior probabilidade de internamento e até de mortalidade".


A sessão "Promover a Saúde, Prevenir a Doença: O Poder do Conhecimento" é de acesso livre, mas os interessados têm de fazer um registo no endereço https://encontrogskviivassociacoesdoentes.pgm.pt/ .

No ano passado o encontro com associações de doentes realizado apenas em formato virtual obteve 95% de satisfação dos participantes.

---


Encontro GSK / ViiV com Representantes Associações de Pessoas com Doença
"Promover a Saúde, Prevenir a Doença: o poder do conhecimento"

Programa

9h | Sessão de Abertura "Unir a ciência, talento e tecnologia para juntos vencerem as doenças" | Maurizio Borgatta, Director-Geral da GSK Portugal; Inês Roxo, Country Manager da ViiV Healthcare Portugal.

9h10 | "Não é o que dizemos e sim o que as pessoas ouvem: comunicar eficazmente em saúde" | Duarte Vital Brito, Médico Especialista em Saúde Pública.

9h50 | "Missão Cuidar: a importância do conhecimento para os Cuidadores Informais" | Maria dos Anjos Catapirra Vice-Presidente Associação Nacional de Cuidadores Informais (ANCI).

10h30 | "Infeções oportunistas frequentes nas pessoas com doença crónica: proteger os mais vulneráveis" | Rui Costa, Médico Especialista Medicina Geral e Familiar.

11h10 | Intervalo / Coffee break para a audiência em sala no Auditório GSK

11h25 | Debate "O papel da vacinação na promoção da saúde das pessoas com doença" | Miguel Oliveira, Enfermeiro do GAT; Isabel Saraiva, Presidente da Associação Respira.

12h05 | Mesa Redonda "Políticas de Saúde em Portugal para a prevenção da doença nos grupos de risco: o que falta fazer?" | António Araújo, Médico Oncologista e Professor do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar - Universidade do Porto; Cristina Vaz de Almeida, Presidente da Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde; Helena Canhão, Diretora da NOVA Medical School; Elisio Costa, Diretor do Centro de Competências em Envelhecimento Ativo e Saudável da Universidade do Porto.

12h45 | Sessão de Encerramento | Miguel Telo de Arriaga, Chefe da Divisão de Literacia em Saúde e Bem-estar e Diretor dos Serviços de Coordenação das Relações Internacionais (em regime de substituição) da Direção-Geral da Saúde, em representação da Diretora-Geral de Saúde, Graça Freitas.

13h | Conclusões e feedback dos participantes

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG