Europa

Imunidade: "Se tudo correr bem, penso que voltaremos ao normal em meados do próximo ano"

Imunologista Manuel Santos Rosa

Vacinação: população ativa e de grande mobilidade deve ser prioritária

A vacina tão esperada contra a covid-19 está a chegar. E todos querem acreditar que a chamada imunidade de grupo vai começar a existir para se conseguir atenuar o impacto da doença. Mas como se constrói esta imunidade, de que estará dependente? Que estratégia de vacinação e que grupos-alvo devem ser prioritários para se atingir imunidade de grupo? O imunologista Manuel Santos Rosa, professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, explica ao DN os cenários que ainda podem surgir.