Premium Mais do que implacável, este exterminador é patusco 

Exterminador Implacável: Destino Sombrio chega aos cinemas portugueses. O DN relembra o que aconteceu nos cinco filmes anteriores.

Ele sempre disse que ia voltar - desde 1991 que o aviso está feito. É um regresso intemporal, em ciclos e sem fim. Ela, a heroína do segundo Exterminador, nunca disse que ia regressar nem um até "hasta la vista, baby". Pois bem, ambos estão de volta em mais um filme da série iniciada por James Cameron, agora à frente das operações no conceito e na produção. Linda Hamilton regressa do esquecimento e é divertida ao lado de um Schwarzenegger simpático.

Exterminador Implacável: Destino Sombrio, realizado com genica e boas ideias por Tim Miller, o realizador do adorável Deadpool, é uma sequela direta a Exterminador Implacável: O Dia do Julgamento, de 1991. Cameron já veio a público dizer para esquecermos os outros Terminators - este é que é legítimo e com a verdadeira continuação. O pedido faz sentido, sobretudo porque as outras sequelas eram uma trapalhada tremenda, fazendo com que mesmo os fãs desta história de apocalipses do futuro perdessem o interesse à intriga. Enfim, é como se fôssemos obrigados a fazer um "delete" nos outros três filmes.

Ler mais