Premium Aconteceu em 1992 - A impugnação do presidente brasileiro Fernando Collor de Melo

A 30 de setembro de 1992, Fernando Collor de Melo, o 32.º presidente do Brasil e o primeiro a ser eleito pelo voto democrático após a ditadura militar, era impugnado e suspenso de funções. Em dezembro, renunciaria.

Quando se contabilizaram 336 votos favoráveis à impugnação, os deputados, cuja votação nominal foi seguida em direto pela televisão, ergueram-se e cantaram o hino nacional. Era a primeira vez na história do Brasil que um presidente em funções era impugnado - logo o primeiro presidente a ser eleito democraticamente após o período da ditadura militar.

Esta votação, para iniciar o processo de impugnação de Collor de Melo, ocorreu a 29 de setembro, tendo dois terços da Câmara dos Deputados decidido a favor. No dia seguinte, iniciava-se a suspensão de funções do presidente, sobre o qual recaíam suspeitas do crime de corrupção passiva.

Ler mais

Exclusivos