Exclusivo Fifó: "O meu pai tirava-me do futsal se eu chumbasse"

Aos 18 anos tornou-se a figura do futsal feminino nacional. Diz sentir uma "responsabilidade boa" e que a escola a fez rejeitar propostas do estrangeiro

Ana Sofia Gonçalves tornou-se aos 18 anos a cara do futsal feminino nacional e, para isso, muito contaram os 21 golos que ajudaram Portugal a vencer o ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, na Argentina, já neste mês. Ao DN, Fifó, como é conhecida desde tenra idade pela família, assume o papel de figura e não só quer estar um dia acima de todas as outras jogadoras como assim quer permanecer muito tempo.

"Sim, sinto isso [ser a figura], e o jogador que disser que não gosta disso está a mentir, porque é muito bom que o trabalho seja reconhecido. Mas não deixo de destacar a equipa que trouxe a medalha", diz a jogadora do Benfica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG